Estilo Industrial: Dicas para você trazer um pouco desta tendência para sua casa.




O estilo industrial tem feito sucesso nos últimos tempos. Ele surgiu por volta da década de 70, em Nova York, quando galpões e fábricas abandonadas passaram a servir de moradia para as pessoas. O estilo industrial é extremamente marcante e moderno, podendo ser considerado um dos mais ousados da arquitetura de interiores.

Muito se fala sobre o estilo industrial. Mas você sabe quais são suas principais características?


Neste conteúdo vamos te dar dicas para que você conheça os principais conceitos do visual industrial e consiga trazer um pouco para dentro da sua casa. Confira!

1. Tijolinho

Os lofts nova iorquinos não podem ficar de fora quando falamos sobre estilo industrial.

Eles abusam do uso dos tijolos aparentes e norteiam as características industriais, eles dão cara de galpão às construções quando combinados com canos expostos e outros detalhes, mas também podem garantir um ar mais rústico para os ambientes, quando mesclados com cores quentes e madeira.


Para banheiros e cozinhas, eles dão forma aos azulejos de metrô, clássicos do meio de transporte de Nova York.



2. Metal e mais metal


Peças com o acabamento de alumínio e outros metais integram bem uma composição industrial. Sua versatilidade permite com que toques do material façam parte desde os móveis decorativos à estruturas funcionais, como as escadas. Ainda mais, o acabamento pode ir do prateado ao preto fosco, de acordo com a paleta de cada espaço.




3. Canos expostos


Você sabia que expor o esqueleto elétrico da casa é uma tendência que, além de garantir o visual industrial, barateia e oferece agilidade às obras? Por dispensar forros e nem sempre pedirem demãos de tinta, os canos aparecem como estratégia de decoração com praticidade. Tubulações e outras estruturas que escondem os fios são muito bem-vindas para a tendência.



4. Esqueleto da casa


Também dispensando forros, mostrar as estruturas de suporte de uma construção é uma característica da tendência que ajuda a ampliar o pé-direito e garantir o visual de galpão. A partir disso, vigas expostas caem bem, além dos tetos de concreto ou madeira que são ótimas maneiras de carimbar estilo.



5. Iluminação em trilhos


Spots presos a um trilho são parte do visual industrial e agregam charme ao projeto luminotécnico indireto. Para complementá-lo, o uso de luminárias de piso podem trazer aconchego para as áreas de relaxamento, como as salas e cantos de leitura.



6. Ambientes integrados


Imagine que sua casa é um grande armazém. Dificilmente aparecerão paredes compartimentando a construção na sua mente. Por isso, os ambientes integrados fazem parte dessa moda. Para trazer aconchego aos espaços integrados, invista em texturas macias em estofados, tapetes e mantas.



7. Muito concreto e muitas vigas


No ápice das vigas expostas, o concreto oferece facilidade à obra e pode ser a barreira que delimita os ambientes integrados citados no tópico acima. As vigas, muitas vezes, são imprevistas nas reforma. Contudo, o estilo industrial aparece para dar a elas sua devida importância no décor. O concreto, por sua vez, é um material resistente, durável e acessível.


8. Lofts


Eles são os responsáveis por tirar o estilo de projetos comerciais e trazê-lo para dentro de casa. Todos os pontos citados acima são tradicionais deste tipo de moradia. Ambientes integrados, mezaninos, escadas de metal e outras propriedades podem agregar o visual tradicional tanto em casas térreas, quanto em apartamentos.



Fonte: Revista casa e jardim


BR 470  | KM 146 | nº 12527 | Bairro Pamplona | Rio do Sul (SC) | 47 3521-1276  | classeabr470@classeamoveis.com

©2019 por Classe A.